sexta-feira, 18 de outubro de 2013

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Acidente Vascular Cerebral | Novos Talentos FNAC Literatura 2013

Acidente Vascular Cerebral | Novos Talentos FNAC Literatura 2013: Vamos fazer com que este autor seja um dos Novos Talentos FNAC na área da literatura.

Ao votar ainda se habilitam a ganhar imensos... PRÉMIO! Boa sorte!

sábado, 4 de dezembro de 2010

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Google si è ricordato...

...del 140º anniversario di Roma Capitale!

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

2º Passatempo

Tal como prometido…eis o segundo passatempo do FLAMES!!

Desta vez as regras são diferentes. Assim, para se habilitarem a vencer o DVD Houdini - O Último Grande Mágico (NOVO E ORIGINAL) têm que responderàs perguntas que se encontram no blog no seguinte link - http://flamesmr.blogspot.com/2010/08/2-passatempo.html

PARTICIPEM! 
As autores estão desertas para oferecer o DVD!


domingo, 2 de maio de 2010

Feliz Dia da MÃE

Feliz Dia da MÃE

domingo, 18 de abril de 2010

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Participem


PARTICIPA E APRESENTA O TEU TRABALHO :)

terça-feira, 23 de março de 2010

domingo, 7 de março de 2010

Nããããooooo

Ando completamente destroçada. Desde que descobri o que aconteceu às princesas da disney (note-se, que apesar da minha idade já "avançada" nutro um especial afecto por elas)

De quem eu tenho mais pena é mesmo da pequena sereia aqui em cima :(

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Com ou Sem?

Como é que vocês preferem? Com ou Sem maquilhagem? :)

sábado, 16 de janeiro de 2010

FLAMES

Oi oi...venho aqui fazer um pouquinho de publicidade ao meu novo blog, em colaboração com a minha sócia Mariana, sobre FILMES, ANIMES, LIVROS, MANGAS, ENTRETENIMENTO/EVENTOS/ESPECTÁCULOS E SÉRIES...Venham visitar-nos e deixem a vossa marquinha... :)



sábado, 9 de janeiro de 2010

Ajuda Animal

Olá a todos!
Está a ser preparada a Campanha Mensal de Adopção Animal da AJUDANIMAL, a primeira de 2010!
Para que os nossos amiguinhos fiéis comecem o ano com uma família, apareçam em Pombal, dias 22 e 23 de Janeiro, das 10h00 às 18h00, junto ao Tribunal.

Podes ver algumas das fotos dos animais neste blog: http://o-meueu.blogspot.com/

Também já sabes, e se ainda não nos conheces, que podes sempre ajudar com mantas, cobertores, ração, latas de comida, briquedos, trelas, medicamentos (até camisolas velhas ou trapos nos dão jeito! - os animais são de longe esquisitos), ou seja, tudo o que aches que possa servir.

Fonte: Retirado do blog da Lucie

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Caduta



A me, questo papa non piace...ma cosa ne pensate di questa caduta?

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Reabilitação e inclusão na Saúde Mental

Cliquem na imagem para ver melhor.



Para mais informações:

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Resposta...

Acho muita piada às pessoas que escrevem comentários super longos, tão longos, mas tão longos que bem expremidinho, não sai de lá nada.
Já agora, odeio Morangos com Açúcar, nunca vi.
Já agora, informa-te melhor sobre o que é que um Psicólogo faz para não vires para aqui dizer mais disparates. É que para além do mais especifiquei bem que o que escrevi não saiu às 3 pancadas da minha cabeça (mas duvido que consigas compreender o que está escrito, caso contrário não perdias tempo a disparar toleiras).
Posso dar os erros que me apetecer, este blogue é meu. Não sou portuguesa, por isso até acho que escrevo melhor do que o que "devia".
Para além do mais, não creio ter ofendido ninguém (se o fiz não foi minha intenção) pelo que era estritamente desnecessário que o viesses tentar fazer tu.
Por último, tens razão...a tua opinião não foi requerida!

segunda-feira, 30 de março de 2009

Caso Prático seguido de indignação teórica

Inicio este Post por dizer que nada do que escreverei é fruto da minha imaginação, mas de milhares de estudos importantes que tendem a ser ignorados. Aqui explicarei de forma mais simples o que se tem demonstrado. Devo ainda referir que este Post foi extremamente influenciado pelas minhas aulas de Questões Especiais em Psicologia do Desenvolvimento, o que mais uma vez reflecte a qualidade do que se encontra escrito.

Pois bem, ontem deparei-me com uma situação muito complicada, que me fez estar muito mal. Vi uns pais que estão prestes a estragar o desenvolvimento de uma criança. Um desenvolvimento que, se não fosse a casmurrice deles, teria todas as probabilidades de vir a ser normal. O que me chateia imenso é que eu estudo estas coisas há 3 anos. Há 3 anos que me encontro a estudar Psicologia e parece que NINGUÉM me leva a sério, simplesmente por ser ainda muito nova. Bom, o que me chateou mais do que ver esta situação, foi constatar que, as pessoas a quem expus este situação (de que não vos posso falar explicitamente por motivos de anonimato) concordaram completamente com o que disse, terminando dizendo: tens razão, mas não podes fazer nada quanto a isso, porque os pais é que sabem…e se estão a errar o problema é deles porque eles devem bater com a cabeça para aprender os próprios erros.
MAS QUE FRASE É ESTA? Eu não posso, nem quero, nem ninguém pode compactuar com uma frase destas. Os pais têm de errar? E os filhos (que não têm a culpa) têm de pagar porque os pais são demasiado teimosos para mudar? E pior. São pessoas que “erram”, 1, 2, 3, 4 vezes….nunca aprendem se ninguém lhes der uma ajuda. Para que servem então algumas profissões (como as do psicólogo)? Se não for para ajudar estas pessoas para que servem os psicólogos? Para mandar com teorias ao ar? Se ninguém as põe em prática para que servem?
E depois dizem-me que os pais têm o direito de fazer com os filhos o que querem porque são deles! Como é possível que ainda se pense assim?
É por isso que os pais “PODEM” abusar sexualmente dos seus filhos.
É por isso que os pais “PODEM” espancar os próprios filhos.
É por isso que os pais “PODEM” torturá-los, explorá-los, escravizá-los, prendê-los e viola-los…porque a lei diz que os pais são os DONOS dos filhos! E então podem fazer com eles o que bem entenderem! Isto não é justo! É a lei romana dos pais obre os filhos que ainda só há aqui em Portugal e em alguns países que, ainda por cima, se dizem ser “de desenvolvimento” e que se comportam como Roma ordenou que nos deveríamos comportar! E depois o argumento é sempre o mesmo: está na lei. Está na lei? Então mas quem é que a faz? Quantas vezes se alterou a lei? É muito complicado alterar esta? Ou será que não dá jeito? Assim como não dá jeito muitas outras coisas…
A sociedade tem o DEVER de proteger os mais fracos, e as crianças e os bebés são os mais fracos. E deveria protegê-los mesmo que isso signifique ir contra os próprios pais que, por vezes, são os piores.
Eu acho é uma “graça” aqueles pais que me vêm com o argumento de que: a criança precisa de nós. Não a podemos “largar” porque ela precisa de nós!
A verdade é que NÃO É A BEBÉ QUE PRECISA DOS PAIS. Não é a bebé que precisa dos beijinhos e miminhos, das brincadeiras e do colinho. O argumento: a bebé precisa de nós; não é válido neste caso! É o pai que precisa da bebé porque os filhos mais velhos já não lhe ligam nenhuma. É a mãe que precisa dela porque os outros filhos só dão chatices. São os pais, e não a criança. Negligenciar um bebé é grave, mas abafá-lo e privá-lo das coisas para o proteger do que não é fonte de perigo é igualmente grave.
A bebé não precisa de miminhos e beijinhos para NADA SE NÃO LHE FOR PROPORCIONADO UM DESENVOLVIMENTO NORMATIVO, coisa que, no tal caso com a qual me deparei, não está nem vais acontecer.
NÃO PODEMOS ALTERAR O MUNDO? SIM PODEMOS…QUALQUER UM DE NÓS PODE…É SÓ QUEREMOS COMEÇAR!

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

O que acham??

Lembrei-me agora de uma coisa e gostava de saber a vossa opinião.
Não sei se têm noção disto, mas recentemente o Vaticano criou uma lei na qual os seminaristas terão de "passar" por psicólogos, para que estes os avaliam de forma a não permitir que um homossexual se torne padre.

Isto porque??? Porque segundo o nosso "querido papa" ser-se homossexual é contra-natura, na medida em que o homem e a mulher foram criados para procriar!!

Ora bem...eu tenho 2 questões:

1ª - Os homossexuais não podem ser padres, mas os pedófilos sim certo?? Realmente o que é a pedofilia comparada com a homossexualidade?? Mais vale abusarmos de crianças do que ter-se relações sexuais com adultos!! Parece-me lógico!!! (obviamente isto é ironia)

2ª - Se o homem e a mulher foram feitos para procriar (e os homossexuais não têm filhos) então ser-se padre também é uma estupidez, porque os padres também não podem ter filhos, logo, devo concluir que ser-se padre (e papa!!!!) também é contra-natura, certo???

Estou certa Ratzinger????

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Época de Exames....NÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOO

Chegou a pior época para mim...a dos exames!!
Eu adoro ir às aulas, passar apontamentos e organizar os dossiers...mas ser avaliada é que NÃO!!
E ainda por cima aqui a tola (que sou eu) foi a um exame sem estudar UMA PÁGINA que fosse, e em vez de desistir entregou o exame!!! (acho que me vou enfiar num buraco quando aparecer o R na pauta!!!!) enfim...
Seja como for, muita gente entende o meu estado de espírito!! talvez a que melhor me entenda é o meu querido amigo Leonardo Da Vinci!!! Se não vejam o que ele escreveu e digam lá se não era um génio!!

"Da mesma maneira que comer contrariamente às inclinações naturais faz mal ao estômago;
estudar sem vontade corrompe a memória, que nada retém daquilo que recebe"
.....

Podes crer Leonardo!!!!

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Se não conseguires ler (o que é o mais provável) cliquem na imagem que ela fica maior :) Beijinhos

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Famiglia Mussolini...


Sto facendo un lavoro sul profilo psicologico di Mussolini. Molto interessante. Carina è pure un episódio di suo figlio Bruno. Lo potete trovare sul libro: A tavola co il Duce. Vi metto qualquer frase:


«Singolare anche il caso di Bruno. Fin da piccolo aveva manifestato un'autentica ripulsa per la fonduta, che faceva la sua comparsa a tavola di tanto in tanto. Bene, doppo il suo matrimonio, ogni qualvolta andava dai suoi genitori con la moglie e la figlia trovava a tavola l'odiata fonduta, lamentandosene vivamente e causando la solita inchiesta interna: "Sapevate che venina Bruno...". Oppure, "Finirà che mi porterò il mangiare da casa". Il tutto terminava con: "Bruno, sta' pur sicuro che non accadrà più"....E acadeva di nuovo»
e junto a este retrato familiar fica a famosa frase do Dr. Eduardo Sá: amar o outro, é conhece-lo melhor que ele se conhece a si mesmo...

domingo, 21 de dezembro de 2008

É Natal...








Finalmente umas férias para decorar a casa :)


Finalmente di ferie...posso decorare un pó la casa!!! :) Quest'anno l'albero è molto più semplice, però ogni tanto si deve cambiare un pò non credete? A me mi sembra di sì. Buon Natale a tutti voi!!!
Este ano a árvore ficou mesmo muito mais simples....optámos por diversificar! Parece-me bem...
FELIZ NATAL PARA TODOS...BEIJINHOS


quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

"Os RÓTULOS são para as roupas!!!"

domingo, 14 de dezembro de 2008

Concorso


Un'idea bellissima...ora lo faccio anch'io(devo solo pensare cosa ofrire) :)

Partecipate!!! Io l'ho già fatto...speriamo bene :)

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Confusões...

Isto é uma coisa que já me passou muitas vezes pela mente..mas como sempre (lol) há alguém que a escreve por mim :) Neste caso é o GRANDE Paul WATZLAWICK (pela qual eu nutro uma forte admiração - autor do livro A Realidade é Real?).
WATZLAWICK conta então uma história passada numa pequena cidade toscana, Grosseto, a 26 de Abril de 1988 (eu estava quase quase a vir ao mundo =D):

"Uma mulher, vinda de Nápoles em visita, foi admintida no hospital local num estado de esquizofrenia aguda. Como não havia vaga na secção de psiquiatria, decidiu-se reenviá-la para Nápoles para que aí recebesse os cuidados apropriados. À chegada ao hospital, o pessoal da ambulância perguntou onde estava a paciente. Foi-lhes respondido "naquele quarto lá em baixo". Ao entrarem encontraram a paciente sentada na cama, completamente vestida e de saco na mão. Mas, mal a convidaram a descer com eles, a mulher descompensou de novo, apresentando um comportamento irracional, belicoso e sinais de despersonalização. Foi pois necessário administrar-lhe tranquilizantes à força a fim de ser transportada, depois, para a ambulância. Na auto-estrada, já depois de Roma, uma viatura da polícia fez parar a ambulância para que retornasse a Grosseto: tinha havido um erro - a mulher não era a paciente, mas uma habitante local que tinha ido ao hospital visitar um parente que nessa manhã havia sido sujeito a uma pequena intervenção cirúrgica.
IMAGINA-SE FACILMENTE QUE, no quadro da "realidade" criado por este erro, QUALQUER COMPORTAMENTO da mulher, por mais adequado que fosse, tornava-se automaticamente mais uma "prova" da sua "psicose" - particularmente o facto de sustentar que era OUTRA PESSOA..." (WATZLAWICK in Rey e Prieur, 1991:33)

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Prendas de Natal!!

Entretanto chega o Natal. Gostava então de deixar aqui umas mensagens para vos ajudar a escolher uma prenda para as pessoas de quem gosta. (mensagem EXTREMAMENTE influenciada pela minha última aula do Dr. Eduardo Sá).

O que importa na realidade não é a prenda em si, mas é aquilo que a pessoa vai sentir quando a recebe…
Uma prenda é uma maneira de a pessoa pensar que alguém se lembrou dela. Portanto, este Natal, lembre-se dos seus amigos e das pessoas de quem goste oferecendo-lhe, nem que seja um miminho, uma sms, ou simplesmente um abraço ou beijinho.
Para as pessoas que têm filhos pequenos um conselho: NÃO LHE OFEREÇA OS BRINQUEDOS QUE GOSTAVA DE TER RECEBIDO QUANDO ERA CRIANÇA. Os tempos mudam. O "último grito" de hoje não será o de amanhã. Se não teve determinadas coisas quando era criança não as impinja aos seus filhos, porque depois podem acontecer duas coisas:
- a criança fica desiludida porque não recebeu o que estava à espera;
- e você fica triste porque o seu filho não dá o devido valor aquilo que você tanto gosta.
Jogue pelo seguro, esteja atento ao que ele quer e ao que ele gosta.
Alguém hoje me disse: AMAR ALGUÉM É CONHECER ESSA PESSOAS MELHOR DO QUE ELA SE CONHECE A SI PRÓPRIA.

Eu não concordo muito com essa frase, mas faz sentido se pensarmos numa coisa:
Imaginemos que temos alguém de quem gostamos muito. É Natal e nós passamos dias e dias à procura da prenda perfeita para ela. Às vezes até a compramos com meses de antecedência. Finalmente chega o dia em que a recebemos. Está lindamente embrulhada, é um embrulho lindo e grande. A pessoa fica contente e pensa "ele(a) lembrou-se de mim". Mas assim que abre a prenda apercebe-se que, não era bem aquilo que queria, ou que foi mesmo ao lado.
Mas não é pela prenda que está triste.
A prenda foi apenas uma espécie de "confirmação" de que a pessoa que ofereceu a prenda não a conhecia assim tão bem como ela pensava.

Uma outra questão (que não pode ser generalizada): Tente não oferecer dinheiro à pessoa (a não ser que saiba que ela goste). Oferecer assim dinheiro pode ser uma demonstração de que não a conhece e, como tal, mais vale que ela compre o que lhe apetece assim não tem de pensar muito. Eu pessoalmente não gosto de receber dinheiro, mas acredito que haja muita gente que goste.
O importante é mesmo conhecermos bem a pessoa. Não é fácil porque há muito de nós que não revelamos, mas um esforçozinho não fará mal nenhum, o que dizem?
Tenham um FELIZ NATAL!


Image Hosted by ImageShack.us

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

...mais um pouco de feminismo

Retirado do meu livro favorito: A PAPISA JOANA

- Algumas mulheres têm uma capacidade imitativa altamente desenvolvida, que lhes permite decorar e repetir as palavras dos homens e dar-lhe a aparência de um raciocínio. Mas esta capacidade imitativa não deve ser confundida com o verdadeiro raciocínio, essencialmente masculino. Porque como é bem sabido - a voz de Odo assumiu um tom autoritário porque, agora, estava em terreno que lhe era familiar -, as mulheres são por natureza inferiores aos homens.

- Porquê? - A palavra saiu da boca de Joana antes que ela se tivesse, sequer, dado conta de que tinha falado.(...)

- A tua ignorância, criança, revela-se nessa pergunta. De facto o próprio S. Paulo afirmou esta verdade, que as mulheres são inferiores aos homens na concepção, na posição e na vontade.

- Na concepção, na posição e na verdade? - repetiu Joana

- Sim - Odo falou lenta e distintivamente, como se se estivesse a dirigir a um idiota. - Na concepção porque Adão foi criado primeiro e Eva, depois; na posição porque Eva foi criada para servir Adão como companheira e auxiliar; na vontade porque Eva não foi capaz de resistir à tentação do Demónio e comeu da maçã.

Pelas mesas, cabeças acenavam em assentimento. (...) Ao seu lado, um cavaleiro ruivo não deu qualquer indício daquilo em que estava a pensar. Odo sorriu afectadamente. Joana sentiu uma repulsa intensa por aquele homem. Ficou calada por momentos, coçando o nariz.

- Porque é a mulher inferior ao homen na concepção? (...) Pois apesar de ter sido criada depois, foi feita do lado de Adão, enquanto Adão foi feito do pó.(...) - Em posição (...) a mulher deve ser preferida ao homens porque Eva foi criada dentro do Paraíso, mas Adão foi criado fora dele.(...)- Quanto à vontade, a mulher deve ser considerada superior ao homem - esta era forte, mas, agora, já não havia retorno - porque Eva comeu a maçã por amor ao conhecimento e ao estudo, enquanto Adão a comeu apenas porque ela lho pediu.

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Homens....

Pois é...o Universo Masculino é algo de estranho, cotraditório...sei lá...quanto mais os tentamos entender, pior é... :D
E não sei porque insistem em dizerem que NÓS MULHERES é que somos complicadas...
Bom, faço esta pequena introdução para falar do que realmente interessa...aquilo à qual alguns homens chamam de PARADOXO e à qual eu chamo FRANCA HONESTIDADE.

Muitas vezes ocorre que nós (seres humanos e não apenas mulheres) exigimos a uma outra pessoa um comportamento que, pela sua própria natureza, DEVERIA ser já espontâneo, e que agora já não pode ser porque foi exigido. Sublinhemos bem a palavra DEVERIA porque isto é o que acontece com os homens que DEVERIAM por si só pensar em alguma coisas mas não o fazem (não sei porquê!)
Ora, aqui entra em jogo a mulher que, com a mais leve discrição, lhe faz notar que está em falta. Poderemos chamar isto de Paradoxo? Na minha clara, não sexista (!?!??) e modesta opinião NÃO. Estamos só a ser simpáticas, condescendentes e benevolentes. Estamos só a dar o chamado "empurrãozinho" talvez, quem sabe, para que num futuro os homens não cometam os mesmos erros..
Como se vê, então, não fazemos isto por mal, mas pensamos no bem do homem que, um dia, poderá ser mais feliz graças ao nosso conselho.
Um pouco confuso? Vejamos então um exemplo claro e demonstrativo do que acabei de dizer. Este será um possível diálogo :

Casal 1
Ela: Oh Amor...tu às vezes és tão pouco romântico!! :(
Ele: Eu porquê? Eu faço tudo por ti... Eu compro-te jóias, levo-te ao cinema, ajudo em casa, dou de comida ao teu cão (cão esse que ele comprou para si e que depois acusa a mulher de não o ajudar a tomar conta), ofereço-te flores, dou-te beijinhos, miminhos, o que queres mais?
Ela: Oh...mas às vezes apetecia-me que me fizesses uma surpresa...sei lá...algo que eu não estivesse à espera...


Aqui aparece primeiro problema. É que da próxima vez ele vai-lhe fazer uma surpresa...alguém adivinha qual será a resposta dela?

Ela (depois da dita surpresa): hum...
Ele: O que foi? Não gostaste?
Ela: Sim, gostei...mas agora já não era surpresa...eu já estava à espera. Para além do mais tu não pensaste nisto por ti...só o fizeste pk eu to pedi :(


Para os homens que possam ler isto vão já pensar: Então mas do que é que ela estava à espera? Era óbvio!!!! Pois bem...não apanharam a essência da conversa...é que um dia quando eles acabarem ele já poderá fazer isto à futura companheira. Isto foi puro altruismo feminino.

Casal 2
Ela: Ai, ontem o filme que vimos...era tão lindo, não era?
Ele: Hum...sim
Ela: Oh amor...estava aqui a pensar...tu nunca me ofereceste flores (como o protagonista do filme)...Gostava que às vezes me trouxesses flores.


Mais uma vez, isto foi puro altruismo feminino. E não, não pensem nas duas hipóteses que possam advir desta conversa...

H0: Não há diferença entre as médias (desculpem, foi irresistível - piada entendida só para quem teve 1 anos de estatistica intensiva e 1 de Metodologia de Investigação em Psicologia)
H1: Se o marido ignorar o pedido ela sentir-se-á insatisfeita
H2: Se ele lhe troxer as flores ela também se sentirá insatisfeita porque ele não pensou nisso antes (e por si só).

Por isso homens... seres humanos com a qual NÓS mulheres não conseguimos viver..um conselho:

SEJAM MAIS ESPONTÂNEOS BOLAS!!!!
:D



PS: Qualquer parecença dos casos acima descritos com a vida real será PURA COINCIDÊNCIA dado que a autora do post não se baseou em nenhum caso concreto da vida real para o redigir.

terça-feira, 10 de junho de 2008

1 árbitro, um GOLO em FORA DE JOGO e umas meias sexualmente atraentes...

Olá pessoal...
Pois é...umas vezes perde-se, outras ganha-se o Mundial...parece que desta vez não estamos com a mesma sorte..mas também não posso colocar a culpa toda no estúpido do treinador (que comecei a odiar após o primeiro jogo que fez com a Itália)...nem no árbitro que me pareceu bastante "desatento" (especialmente depois daquele golo fantástico da Holanda que era fora de jogo - qualquer pessoa via aquilo)....
Bom...mas não é disto que quero falar...
O que realmente me fez ficar colada ao ecrã a ver o jogo foram apenas......

AS MEIAS SEXUALMENTE ATRAENTES DOS JOGADORES DA HOLANDA...

Fiquei fascina com aquela combinação de cores, e apelo a todos os homens que as comprem para poderem sentir-se mais atraentes e assim fazerem felizes as vossas companheiras...acreditem em mim ;) é muito sexy!!!

1 árbitro, um GOLO em FORA DE JOGO e uma meias sexualmente atraentes... - ingredientes perfeitos para um romance!! - quem dá o primeiro passo?
Image Hosted by ImageShack.us

sexta-feira, 23 de maio de 2008

Este post é demasiado grande!!

Gosto de vir aqui escrever por dois motivos:
1º - Eu adoro escrever, mas a verdade é que antes escrevia (e até acahava piada ao que saia) agora não me sai nada de jeito =(
2º - Porque ninguém cá vem ler..é simples, basta fazer um post grande e depois as pessoas passam por cá, olham para o tamanho disto e dizem "Poça, tanta coisa..não me vou dar ao trabalho de ler esta treta" (eu sei porque faço o mesmo no blog nos outros) ;)
e assim é bom, porque no final tenho a sensação de ter escrito alguma coisa de jeito, quando na verdade não o fiz, e para mais, o que escrevi ninguém o leu :D

Já agora aproveito, para avisar que no domingo tive uma agradável surpresa (não, não foi uma surpresa...eu já sabia)..O Inter foi CAMPEÃO PELA 16ª VEZ (ponho aqui o 16 com o ª porque não sei como se escreve em português...no gozo)...
Bom todo este a parte do Inter foi apenas uma estratégia para tornar este post maior, para fazer com que TU que estás a ler NÃO TENHAS MAIS PACIÊNCIA PARA LER O MEU POST...understand? (dito com sotaque italiano para parecer mais foleiro) --> lá está, mais uma estratégia para que este post tenha mais linhas =)

Já agora, e visto que hoje tenho de postar algo em GRANDE... aprendi uma coisa triste nas Jornadas (Graças ao Grande Paul Gillbert)..é verdade...parece que eu, na minha vida, não escolhi nada...ou seja, o facto de estar agora a estudar Psicologia não foi algo que eu escolhi (ai mais um tópico para o post sobre o destino)...é verdade, se não vejamos...

1- Não escolhi nascer
2- Não escolhi quem foram os meus pais
3- Não escolhi o que a minha mãe comia, bebia, cheirava, tocava enquanto eu estava na barriga dela
4- Não escolhi o meu código genético (infelizmente)
5- Não escolhi em que dia nascer
6- Não escolhi o que comer durante anos (não só enquanto criança, mas também depois, até porque era a minha mãe a fazer o comer)
7- Não escolhi os locais onde vivi
8- Não escolhi a minha família (mas também não me queixo) =)
9- Não escolhi as escolas que frequentei
e não escolhi tantas mas tantas outras coisas...e quando finalmente pensei: Boa Roberta, agora escolhe, que agrupamento? Que curso? Que Universidade? Eu escolhi... não... não escolhi... Tudo tinha sido já formatado... tudo era fruto de coisas que não escolhera...